Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Impressões causadas pela BIP’

Banner com poema de Rubens Jardim exposto na I BIP[1]

Banner com poema de Rubens Jardim exposto na I BIP

Um acadêmico, um jornalista, um músico e um produtor cultural – os quatro, poetas -, escreveram parabenizando e desejando vida longa à BIP. Transcrevemos abaixo.

Rubenio Marcelo (secretário-geral da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras escreveu: “Os meus sinceros parabéns por tudo que foi a [inesquecível] I Bienal Internacional de Poesia de Brasília, que teve a brilhante organização e coordenação de Antonio Miranda.  Ficou provado que, altiva e fértil, a poesia continua ocupando o seu prefulgente espaço no tempo contínuo da existência, respirando encantos e transpirando sonhos. A  Bienal registrou, mais uma vez, nos anais da cultura (nacional e internacional) a vitalidade impressionante da poesia fazendo parte ativa da vida do povo. A I BIP foi um sucesso! Em todos os aspectos. Que venha a II BIP, em 2010, para celebrarmos novamente, com ênfase e em grande estilo, o pulsar indômito das metáforas e a essência da poesia, provando mais uma vez que ela não morreu e que jamais morrerá, porque ela exprime a linguagem da eternidade e porque ela habita corações como o que pulsa no lado esquerdo do seu peito”.

Rubens Jardim (SP) enviou à Organização da BIP a seguinte mensagem postada em seu sítio www.rubensjardim.com : “Coloco aqui esta mensagem com o intuito de mostrar minha admiração pelos critérios democráticos que nortearam a realização da l Bienal Internacional de Poesia de Brasília. A minha participação é a prova mais cabal disso. Afinal, não pertenço a nenhum grupo, não me tornei celebridade em nenhuma área, não sou parente dos irmãos Campos, não tenho poesias traduzidas para o francês, não é meu hábito puxar o saco de ninguém, e nem recebi premiação em nenhum concurso. Sou apenas mais um poeta – já meio velho–mas incansável na luta honesta e diária com as palavras. Coloco também algumas fotos que testemunham a minha participação: na exposição de poesia visual OBRANOME 2 (herrar é…);na Biblioteca Nacional, no 3º andar (banners-poema), em sala contígua à exposição-homenagem ao poeta Reynaldo Jardim (que, por sinal, não tem nenhum parentesco comigo), no Poemação e na I Mini Feira do Livro de Poesia.

De Caco Pontes, músico e poeta (SP): “Agradeço o espaço e a passagem que me concederam nesta grande empreitada que espero que perdure pra posteridade. Foi uma experiência muito interessante e mais uma vez, um grande exercício para a minha experimentação com a poesia, fonte de sabedoria que me alimenta a alma. Antônio Miranda demonstrou bastante coragem ao idealizar e realizar tal encontro. Valeu!”

Adilson Cordeiro, gerente de Cultura e Educação (DF), registrou que o Poemação na Biblioteca Pública do Guará teve “participação ativa do público nas apresentações, muitos aplausos e a manifestação do desejo de realização de outros saraus nesta Casa de Cultura. Havia pessoas de todas as idades. Muito agradecemos à Organização da I Bienal Internacional de Poesia de Brasília, com a certeza de que serão realizados outros acontecimentos semelhantes, objetivando tornar Brasília uma referência cultural na América Latina”.

Read Full Post »